Palavra de Motociclista: Ducati Multistrada 1260 S



Quando experimentei a primeira Multistrada em 2015 não gostei muito do conjunto. Em 2017 o Henrique – na época vendedor da Ducati Campinas (uma das melhores concessionárias de moto do país, e de longe a melhor da marca Ducati) – me fez experimentar a nova 1200. Me apaixonei. Logo depois comprei, e só tive bons momentos com ela.


Agora em 2020 – novamente o Henrique, agora Gerente Geral e campeão de vendas da marca –, me fez experimentar a 1260 S, com mais potência e mais eletrônicos.


Em vez de se tornar ainda mais extrema, a Ducati Multistrada 1260 S é significativamente mais sofisticada. Não tem com o que comparar. É exclusiva.


Rodamos, meu amigo Aidyr e eu (ele com uma Africa Twin) 2.200km em 4 dias. Atravessamos o estado de São Paulo, até o Paraná e depois Mato Grosso do Sul. Às vezes as fronteiras precisam ser um pouco mais longe para convencer aqueles que têm dúvidas. Isso não é mais particularmente difícil. Você vai muito longe com ela sem se cansar. A infinidade de recursos, lhe permite rodar mais de 600km por dia sem stress. E, estou falando de um idoso atrás do guidão.



A moto não tem mais fraquezas na partida. O controle automático comanda ordenadamente no acelerador, pressiona 2.000 rotações e, em seguida, puxa poderosamente e sem um cabide pela faixa de rotações, permitindo que a pá imaginária bata no chão e proclame com orgulho: Missão cumprida, o furo de torque foi preenchido. Ainda melhor: em vez do soco agressivo da irmã mais velha, o Big-V agora usa seus poderes na Multistrada de maneira mais bem administrada, cantando louvores aos modernos controles programáveis ​​do motor.


Com a força de 158 cavalos de potência declarados, o V2 ​​vibra através da faixa de rotação, levanta a roda dianteira em alguns tocos – até onde o controle do wheelie permite – e deixa as linhas retas encolherem-se como elásticos. Nesses momentos, os velhos genes esportivos da Ducati se abrem e mostram por que não tem comparação com outras motos. Por um curto período de tempo, os componentes eletrônicos cortam a ignição quando a marcha é livre da embreagem ou dão o acelerador ao descer, criando transições quase perfeitas. Além disso, no contexto da aparência geral bem-comportada, a questão dos dois mapeamentos moderados "Urbano" e "Enduro" não surge mais. Não porque eles estão acelerados para 100 cavalos de potência, mas porque a resposta mais lenta do que gentil diminui desnecessariamente a diversão da Ducati Multistrada 1260 S. Se o início elegante no modo "Esporte" ou o início menos restrito na configuração "Touring" são uma questão de gosto.

Os passeios pelas estradas de terra também são muito prazerosos. A companheira de viagem (Africa Twin) estava preparada para isso. Pneu 70/30, piloto do Poeira Moto Clube, com quase 2 milhões de KM rodados, se impressionou com o desempenho da Multistrada. O projeto dela é para papar asfalto, mas na terra também faz muito bonito, mesmo com pneu on/road, transmite segurança. E mesmo no modo esportivo, ele pode ser passado com facilidade em terrenos acidentados. E tudo isso é uma coisa muito, muito boa.



Um detalhe muito importante: a moto aceita pilotos com 1,65 m de altura. Já a Africa Twin, se não tiver mais de 1,80m... Em seguida, a Ducati Multistrada 1260 S também convida a deitar nas curvas em um passeio de força, sem balançar no slalom da curva. Seja em curvas de alta ou de baixa, parece que a moto está grudada no chão. Além dos freios serem sensacionais, o conjunto Chassis, motor e suspensão te transmite muita segurança.


O resultado final é que a Multistrada 1260 S certamente ganhou muito mais aptidão para o uso diário e viagens e, portanto, também mais simpatia e mais esportividade. E isso sempre foi uma receita para o sucesso neste segmento.

A distância entre eixos aumentada em 56 mm (1.585 em vez de 1.529 mm) deixou a moto bem mais confortável.

O painel TFT tem tudo que se precisa e é de fácil leitura. Os comandos são muito práticos. Ela conta com controle de ladeira, anti wheelie em 8 níveis, controle de tração, de suspensão, de motor, ABS e por aí vai.


Se você pensa numa BIG TRAIL, esportiva, confortável e exclusiva, a moto é essa.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Dúvidas? Fale conosco

Atendimento de segunda a sexta, das 9h às 17h

11 3873.0818